Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Rabiscos de um Maldisposto

Olá, bem-vindo ao meu blog!

Rabiscos de um Maldisposto

Olá, bem-vindo ao meu blog!

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Violência no namoro

por Rabiscos de um Maldisposto, em 12.02.16

Estava a ler as notícias e fiquei admirando porque há quem diga que a violência no namoro tem sido vista como banal. É óbvio que me preocupa esta situação, mas preocupa-me mais quando vejo "queixinhas" de supostas agressões, quando na verdade e na minha perspectiva (que deveria ser a verdade absoluta), não passam de simples carícias e de actos para apimentar uma relação.
Toda a gente sabe que a questão do beijo forçado, não passa unicamente de uma invenção da mulher, para se sentir uma "presa", super inofensiva. Claro que, quando a situação se passa ao contrário, o homem jamais pode cometer tamanho erro básico de recusar. E se recusar, algo de muito mal se passa com ele. Um beijo de uma mulher a um homem, nunca mas nunca pode ser considerado forçado.
No ano passado, por esta altura, a turma feminina andava completamente histérica com o filme As Cinquenta Sombras de Grey. Foi a loucura. Naquele período todas ficaram amantes do sadomasoquismo, e algumas até nem se importavam de serem encaradas como submissas. Mas hoje já não é bem assim, e o homem já não pode exercer poder sobre elas. 
Mas o pior nem é isso. O pior é mesmo algumas encararem que um simples pontapé na cara, ou uma simples bofetada é considerada como um comportamento agressivo. Incrível mesmo. Desde quando é que uma simples marca na cara, devido a um valente murro, pode ser considerado ofensivo? Algumas até deveriam ter orgulho, porque este acto é o mais claro e sincero sinal de que o namorado/marido, possui um profundo interesse nela. Óbvio que se por acaso acontecessem situações semelhantes ao homem, a estrutura daquela relação demonstrava claramente que estava toda errada. Um homem jamais poderá levar "pancadinhas" de amor: porque afinal de contas, esse é o papel dele, e não dela. 
Portanto, senhoras, deixem-se de queixinhas baratas e aprendam a valorizar quem vos oferece sinais de amor profundo.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Mais sobre mim

foto do autor

Posts recentes