Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Rabiscos de um Maldisposto

Olá, bem-vindo ao meu blog!

Rabiscos de um Maldisposto

Olá, bem-vindo ao meu blog!

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


O drama de Paulinho, o caçador de corruptos

por Rabiscos de um Maldisposto, em 28.01.16

Acho que entendi finalmente a quem eram dirigidas aquelas as bocas sobre os portugueses viverem acima das suas possibilidades. Grande Paulo de Morais, sim senhor. Fiquei sensibilizado com a falta de noção do Paulinho, o caçador de corruptos.
Paulo de Morais estava tão iludido no tema corrupção, que até se esqueceu de medir a sua popularidade e de realizar um estudo, sobre qual seria a probabilidade de obter os tão desejados 5%. Claro que Paulo de Morais, cagou nisso tudo e fiou-se no populismo barato e na capacidade de traduzir tudo em votos. Era óbvio que tinha tudo para correr mal. E correu.
Paulinho de Morais, perdeu claramente as eleições e para além disso, não obteve os 5% que lhe permitiriam recuperar o seu investimento. Foi uma pena, mas o Paulo tem o essencial de um político: não tem comportamentos exemplares. E se todos procuravam um português que arriscasse viver acima das suas possibilidades para servir de exemplo no futuro, Paulinho, o caçador de corruptos, poderá ser recordado com grande carinho nesta matéria.
Paulo de Morais, apesar do fracasso eleitoral, (nada surpreendentemente, diga-se com toda a certeza) não teve absolutamente vergonha nenhuma na cara, e realizou um peditório no Facebook para que os tansos que o apoiaram (que apoiaram uma campanha acima das suas possibilidades, e sem qualquer critério) pudessem contribuir para amortizar a sua divida.
Nada contra o peditório de Paulinho, o caçador de corruptos. Só que não deixa de ser absolutamente irónico ver um ex-candidato a Presidente da República, estar nesta situação humilhante, e existirem apoiantes desta profunda campanha enganadora e sem qualquer sentido.
Alguém haverá de pagar, não é Paulinho? Deixa lá. A Maria Subvenções de Belém, também está no mesmo barco, mas se calhar não tem os mesmos padrinhos do que tu. Porra, Paulo! Até nisso falhaste!

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Mais sobre mim

foto do autor

Posts recentes