Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Rabiscos de um Maldisposto

Olá, bem-vindo ao meu blog!

Rabiscos de um Maldisposto

Olá, bem-vindo ao meu blog!

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Kizomba - assim ou assado?

por Rabiscos de um Maldisposto, em 22.02.16

As mulheres pedem a igualdade de direitos entre sexos e o fim do machismo, mas depois arrastam-se cada vez mais para o Kizomba. Ora, sendo que o estilo de música africano está cada vez mais em destaque (já há inúmeras estações de rádio portuguesas completamente apetrechadas de músicas desse género), pergunto-me: as pessoas percebem mesmo o que estão a ouvir? E o que estão a cantar?
Mulheres - em quase todas as músicas Kizomba, vocês, mulheres, sãoconsideradas literalmente o cancro de todas as relações (é exactamente essa a expressão e sem qualquer exagero). Se escutarem bem com atenção, nas músicas Kizomba, são sempre as mulheres que deixam, são sempre as mulheres que traem, são sempre as mulheres que não prestam, são sempre as mulheres que foram burras e mais tarde vão-se arrepender, etc, etc, etc.
Então sendo assim, como é que ficamos? É que estar a assistir a esta moda crescente de música africana extremamente racista, e ao mesmo tempo, pedir e lutar pela igualdade dos sexos, é algo que não faz muito sentido na minha perspectiva.
É para ouvir e ignorar as letras? Ou é para ignorar de vez? Entendam-se.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Mais sobre mim

foto do autor

Posts recentes